Como evitar a contaminação de águas subterrâneas?

por | jan 20, 2022 | Meio Ambiente

Caso você não saiba, as águas subterrâneas ficam abaixo da superfície da terra preenchendo vazios intergranulares. Esse recurso tem papel importante para manter o fluxo dos rios e lagos, além de promover a manutenção da umidade do solo.

Sabendo disso, entra a questão de como evitar a contaminação dessa camada de água na superfície. Isso porque é uma situação preocupante e bastante prejudicial ao meio ambiente.

Então, preparamos esse texto para mostrar a você porque é importante pensar nessa questão. Além de apresentar algumas ações práticas que evitam a contaminação da água e solo. Vamos lá?

O que são águas subterrâneas?

Como mencionado, essa é uma faixa de água que fica disposta abaixo da superfície da terra. Seu papel é preencher os poros e espaços intergranulares em rochas, fraturas, falhas e fissuras.

A água é separada em duas forças chamadas de adesão e gravidade, ajudando a manter o solo úmido. Também é responsável pelo curso de rios, lagos e brejos, constituindo uma parte da água precipitada.

Pela ação do homem, o solo é constantemente contaminado e a disposição de resíduos pode chegar a essa camada. Hoje em dia a postura da sociedade mudou, tendo maior preocupação com o meio ambiente.

Há uma série de resíduos que podem contaminar o solo e a água. E sobre isso, falaremos mais a seguir.

Fontes de contaminação

A contaminação das águas subterrâneas ocorre principalmente pelo despejo de resíduos ao solo. São produtos com alto potencial de poluição e que lentamente se infiltram pelo meio poroso, até atingir o lençol freático.

Essa superfície é vulnerável e evitar sua contaminação é de suma importância. Porém, antes de conhecer as formas de fazer isso, é preciso saber porque ela ocorre. 

Entre as fontes de contaminação, as principais são:

  • Aterros mal operados;
  • Lixões;
  • Acidentes com substancias tóxicas;
  • Manuseio e descarte de matérias primas, produtos e resíduos de atividades industriais;
  • Atividades inadequadas de armazenamento;
  • Entre outros fatores.

Além de contaminar o solo, os poluentes podem ser lançados diretamente na água. Um bom exemplo são os poços em construções irregulares, onde os resíduos são lançados direto nas águas subterrâneas.

Como prevenir a contaminação?

Existem algumas práticas que podem ser executadas como medida preventiva à poluição das águas. A expansão do saneamento básico é uma das principais soluções, o que é executado pelo governo.

Sendo assim, quanto mais locais são beneficiados com o saneamento, menores as chances de contaminação.

Essa é uma medida chamada de guarda-chuva já que faz referencia a outras ações que podem ser colocadas em prática. O objetivo principal é evitar a contaminação, tal como ampliar a qualidade ambiental e promover a saúde coletiva. O Brasil ocupa a 112ª posição no ranking de saneamento.

Outras ações podem ser desenvolvidas para evitar que as águas subterrâneas sejam poluídas, como:

  • Realizar a correta destinação do lixo;
  • Os aterros sanitários devem ter solo impermeabilizado para não contaminar os lençóis freáticos;
  • Promover a educação ambiental e ações de uso consciente dos recursos naturais, sobretudo a água;
  • Tratar os efluentes industriais antes de serem lançados a rede pública.

Essas estratégias podem ser adotadas em casa e também nas empresas, visando cuidar do meio ambiente. E caso precise de ajuda, estamos aqui para isso. Conheça mais sobre nossos serviços clicando neste link.

Leie tambem: Lei de crimes ambientais: fique por dentro do assunto

Caso você não saiba, as águas subterrâneas ficam abaixo da superfície da terra preenchendo vazios intergranulares. Esse recurso tem papel importante para manter o fluxo dos rios e lagos, além de promover a manutenção da umidade do solo.

Sabendo disso, entra a questão de como evitar a contaminação dessa camada de água na superfície. Isso porque é uma situação preocupante e bastante prejudicial ao meio ambiente.

Então, preparamos esse texto para mostrar a você porque é importante pensar nessa questão. Além de apresentar algumas ações práticas que evitam a contaminação da água e solo. Vamos lá?

O que são águas subterrâneas?

Como mencionado, essa é uma faixa de água que fica disposta abaixo da superfície da terra. Seu papel é preencher os poros e espaços intergranulares em rochas, fraturas, falhas e fissuras.

A água é separada em duas forças chamadas de adesão e gravidade, ajudando a manter o solo úmido. Também é responsável pelo curso de rios, lagos e brejos, constituindo uma parte da água precipitada.

Pela ação do homem, o solo é constantemente contaminado e a disposição de resíduos pode chegar a essa camada. Hoje em dia a postura da sociedade mudou, tendo maior preocupação com o meio ambiente.

Há uma série de resíduos que podem contaminar o solo e a água. E sobre isso, falaremos mais a seguir.

Fontes de contaminação

A contaminação das águas subterrâneas ocorre principalmente pelo despejo de resíduos ao solo. São produtos com alto potencial de poluição e que lentamente se infiltram pelo meio poroso, até atingir o lençol freático.

Essa superfície é vulnerável e evitar sua contaminação é de suma importância. Porém, antes de conhecer as formas de fazer isso, é preciso saber porque ela ocorre. 

Entre as fontes de contaminação, as principais são:

  • Aterros mal operados;
  • Lixões;
  • Acidentes com substancias tóxicas;
  • Manuseio e descarte de matérias primas, produtos e resíduos de atividades industriais;
  • Atividades inadequadas de armazenamento;
  • Entre outros fatores.

Além de contaminar o solo, os poluentes podem ser lançados diretamente na água. Um bom exemplo são os poços em construções irregulares, onde os resíduos são lançados direto nas águas subterrâneas.

Como prevenir a contaminação?

Existem algumas práticas que podem ser executadas como medida preventiva à poluição das águas. A expansão do saneamento básico é uma das principais soluções, o que é executado pelo governo.

Sendo assim, quanto mais locais são beneficiados com o saneamento, menores as chances de contaminação.

Essa é uma medida chamada de guarda-chuva já que faz referencia a outras ações que podem ser colocadas em prática. O objetivo principal é evitar a contaminação, tal como ampliar a qualidade ambiental e promover a saúde coletiva. O Brasil ocupa a 112ª posição no ranking de saneamento.

Outras ações podem ser desenvolvidas para evitar que as águas subterrâneas sejam poluídas, como:

  • Realizar a correta destinação do lixo;
  • Os aterros sanitários devem ter solo impermeabilizado para não contaminar os lençóis freáticos;
  • Promover a educação ambiental e ações de uso consciente dos recursos naturais, sobretudo a água;
  • Tratar os efluentes industriais antes de serem lançados a rede pública.

Essas estratégias podem ser adotadas em casa e também nas empresas, visando cuidar do meio ambiente. E caso precise de ajuda, estamos aqui para isso. Conheça mais sobre nossos serviços clicando neste link.

Leie tambem: Lei de crimes ambientais: fique por dentro do assunto